MEGA 94


A situação de calamidade enfrentada em Corumbá não é vivida em nenhum outro lugar no Brasil, já que o município é o primeiro em número de focos de incêndios no País nas últimas 24 horas.

Conforme dados do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), Corumbá teve em 24h, 71 focos e é responsável por 21,1% do total de focos de incêndio no Brasil. O município é seguido por Fernando Falcão e Mirador, ambos no Maranhão e que tem 18 focos cada.

Porto Murtinho, também na região pantaneira, aparece na lista com 10 focos de incêndios florestais. Aquidauana tem 6 focos. Se levar em conta os estados, Mato Grosso do sul aparece em 4º lugar em números de focos (96).

A situação de Corumbá está tão catastróficas que o satélite do Zoom Earth revelou uma camada de fumaça cobrindo a região pantaneira. A fumaça é causada por incêndios florestais que já devastaram 240 mil hectares neste ano.

O Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima) explica que as imagens de satélite mostram uma fina camada de fumaça originada por incêndios florestais próximo a Corumbá. Nas regiões sudoeste e sudeste do Estado, há nebulosidade, mas não há associação com chuvas.




Fonte: midiamax Postado em: 19-06-2024


A situação de calamidade enfrentada em Corumbá não é vivida em nenhum outro lugar no Brasil, já que o município é o primeiro em número de focos de incêndios no País nas últimas 24 horas.

Conforme dados do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), Corumbá teve em 24h, 71 focos e é responsável por 21,1% do total de focos de incêndio no Brasil. O município é seguido por Fernando Falcão e Mirador, ambos no Maranhão e que tem 18 focos cada.

Porto Murtinho, também na região pantaneira, aparece na lista com 10 focos de incêndios florestais. Aquidauana tem 6 focos. Se levar em conta os estados, Mato Grosso do sul aparece em 4º lugar em números de focos (96).

A situação de Corumbá está tão catastróficas que o satélite do Zoom Earth revelou uma camada de fumaça cobrindo a região pantaneira. A fumaça é causada por incêndios florestais que já devastaram 240 mil hectares neste ano.

O Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima) explica que as imagens de satélite mostram uma fina camada de fumaça originada por incêndios florestais próximo a Corumbá. Nas regiões sudoeste e sudeste do Estado, há nebulosidade, mas não há associação com chuvas.




Fonte: midiamax Postado em: 19-06-2024
MEGA POINT
Av. Afonso Pena 5154
Campo Grande MS
Whatsapp - 99143-9494

3042-9494
Mega94 (c)- Todos os direitos reservados.